quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Chinês ganha indenização porque filha nasceu feia




A esposa de Feng, antes e depois. Ficou show, mas ele não curtiu não. (Foto: Reprodução)


A China e seus fatos inusitados: um homem processou a esposa após descobrir que ela havia feito plástica para ficar bonita.
Jian Feng ficou revoltado e se sentiu lesado pela esposa, pois acreditou que a beleza dela era natural, e não resultado de uma série de tratamentos estéticos.

A ~casa caiu~ quando o casal teve uma filha que, segundo Feng, “era muito feia e não parecia com nenhum dos dois”. Ele chegou a pensar que havia sido traído. Pouco a pouco, a verdade veio à tona e o homem percebeu que a criança era mesmo a cara da mãe. Aborrecido, entrou com um processo judicial contra a mulher.

Feng disse, em audiência no tribunal, que estava profundamente apaixonado por sua esposa, até que ela deu à luz uma menina. Seus argumentos foram aceitos e ele ganhou uma indenização de cerca de R$ 245 mil.

Fonte: Mundo Estranho

Continue lendo >>

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Cinco razões para continuar com o Windows 7


1 – Velocidade

Embora o Windows 8 seja mais veloz que o Windows 7 em algumas tarefas, ele não traz benefícios em outras. Um teste do site Cnet mostra que não há diferença significativa em tarefas que dependem basicamente do processador, como codificação de vídeo. Além disso, no teste da Cnet, o desligamento do PC demorou, em média, 12 segundos com o Windows 8, contra 8 segundos com o Windows 7. O tempo foi 4 segundos maior (uma diferença de 51%) com o novo sistema.

2 – Aplicativos

Há cerca de 9 mil apps na Windows Store e, como mostra o blog WinAppUpdate, esse número cresce velozmente. Mas muitos deles são joguinhos e apps simples que não têm muita relevância. Outros são versões de apps já existentes para as edições anteriores do sistema. Além disso, perto dos mais de 700 mil títulos disponíveis para o iOS e dos mais de 500 mil criados para o Android, o atraso do Windows 8 é evidente. A conclusão é que, ao menos por enquanto, os novos aplicativos não são um bom motivo para migrar para o Windows 8.

3 – Menu Iniciar

A Microsoft deve achar que o menu Iniciar é antiquado, já que resolveu eliminá-lo após 17 anos no Windows. Mas o fato é que ele é prático. Com o menu Iniciar, não é preciso ficar procurando os aplicativos, documentos e configurações. Basta abrir o menu e está tudo lá. Mas não no Windows 8, que não tem menu Iniciar. Com ele, o usuário vai ter de reaprender a usar o Windows.

4 – Tela

Embora o Windows 8 possa ser usado com teclado e mouse, é evidente que ele foi projetado para trabalhar melhor numa tela sensível ao toque. Um exemplo: é fácil tocar num dos cantos para acionar a barra de charms ou voltar à tela inicial. Já clicar num canto com o mouse exige deslocar o cursor pela tela, uma operação mais demorada e menos natural. Se seu computador não tem tela sensível ao toque, a nova interface tende a parecer esquisita e menos prática que a antiga.
Outro detalhes é que o Windows 8 requer resolução mínima de 1.366 x 768 pixels para que dois apps possam ser vistos lado a lado. Muito PCs mais antigos não atendem a esse requisito.

5 – Windows 7

O Windows 7 é estável e compatível com os aplicativos e equipamentos existentes. A Microsoft vai oferecer suporte regular a ele até 2015. E ainda há um período com suporte estendido até 2020. Para o Windows Vista, o suporte estendido vai até 2017 e, para o XP, até 2014. Logo, não é preciso ter pressa de migrar para o Windows 8.
Por outro lado, a Microsoft deve soltar atualizações que vão melhorar o Windows 8 nos próximos meses. Assim, quem deixar para migrar mais tarde deve encontrar as arestas já aparadas.

Fonte: Info

Continue lendo >>

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Abridor de garrafas

Chainsaw Opener GIF - Chainsaw Opener

Continue lendo >>

Quais as mais importantes viagens no tempo do cinema?




SUPER-HOMEM


Richard Donner, 1978

- Volta o tempo em alguns minutos em 1978

Para evitar o ataque nuclear que mata Lois Lane, o Super-Homem voa em torno da Terra numa velocidade tão alta que inverte sua rotação. Assim, regride o tempo em alguns minutos e salva sua amada. Foi o método mais tosco já criado no cinema: o tempo não voltaria e um megaterremoto destruiria a superfície terrestre, que seria ainda lavada por um tsunami inimaginável.








DE VOLTA PARA O FUTURO 1


Robert Zemeckis, 1985

- De 1985 para 1955

O cientista Doc Brown cria em 1985 uma máquina do tempo ao instalar um "capacitor de fluxo", movido a plutônio, num esportivo DeLorean. Basta passar dos 140 km/h para o equipamento transportar o passageiro ao tempo desejado. O problema começa quando o adolescente Marty McFly chega por acidente ao ano de 1955 e estraga o momento em que seus pais se conheceriam.






FEITIÇO DO TEMPO

Harold Ramis, 1993

- O dia 2 de fevereiro de 1993 se repete.

O repórter Phil Connors precisa cobrir um evento enfadonho: a aparição de um roedor capaz de prever a duração do inverno. Mas eis que Phil acorda, e o dia se repete. Ao perceber que isso continuará a acontecer, Phil passa a se dedicar a atividades como aprender francês e a esculpir. Segundo o diretor, o repórter passou ao menos 10 anos vivendo o mesmo dia.






O EXTERMINADOR DO FUTURO 1

James Cameron, 1984

- De 2029 para 12 de maio de 1984

Em 2029, a Terra é dominada pelo computador Skynet. Sua única ameaça é John Connor, líder da resistência humana. Para evitar que Connor nasça, Skynet envia a 1984 o ciborgue T-101, com objetivo de matar sua mãe. A máquina é o Time Displacement Equipment, capaz de transportar só tecidos vivos e o material do qual são feitos os exterminadores.






MEIA-NOITE EM PARIS

Woody Allen, 2011

- De 2011 para 1920 e de 1920 para 1890

Sozinho e bêbado numa esquina parisiense enquanto sua noiva se diverte com outros, o escritor americano Gil Pender pega carona num antigo Peugeot Landaulet 184 que o transporta para a Paris da década de 1920 - e encontra ídolos como Scott Fitzgerald, Ernest Hemingway e Salvador Dalí. Mais tarde, pega uma carruagem que o leva à Belle Époque, na década de 1890.






A MÁQUINA DO TEMPO

George Pal, 1960



- De 1899 para 802 701, e de volta


No fim do século 19, um aventureiro inventa uma máquina capaz de levá-lo ao passado e ao futuro. De 1899 ele parte para o século 20, mas, para fugir da bomba nuclear que eliminará a humanidade, avança 800 milênios e encontra na Terra seres chamados Elois, que servem de alimento para Morlocks subterrâneos. É baseado no livro de H. G. Wells de 1895.






STAR TREK 4

Leonard Nimoy, 1986


- De 2286 para 1986


Para catapultar a espaçonave Ave de Rapina do ano de 2286 para 1986 com uma supervelocidade, o capitão Kirk aproveita a força gravitacional do Sol, fazendo uma manobra em torno do astro - é o chamado de Efeito Estilingue. Seu objetivo é resgatar uma baleia jubarte, único ser capaz de decifrar as mensagens emitidas por uma sonda prestes a destruir a vida na Terra.





PLANETA DOS MACACOS

Franklin Schaffner, 1968

- De 1972 a 3978

Uma equipe de astronautas é posta em hibernação induzida em 1972 a bordo de uma espaçonave quase tão rápida quanto a luz. Eles viajam por 2006 anos - que parecem apenas 18 meses por conta da dilatação do tempo - até que um acidente os faz chegar num planeta onde humanos vivem primitivamente, subjugados por outros primatas civilizados. Esse planeta é a Terra.



Fonte: Super Interessante e Youtube

Continue lendo >>

sábado, 27 de outubro de 2012

13 notícias de marketing que talvez você tenha perdido




1- Pepsi: até domingo (28) ou enquanto durarem os estoques, os consumidores que comprarem duas embalagens de dois 2 litros do refrigerante poderão levar a terceira de graça. A ação vale para as versões normal, light e Twist. A compra durante este período será limitada a 12 unidades pagas mais 6 grátis por CPF.

Em setembro do ano passado, uma ação semelhante a essa da Pepsi - "Leve dois, pague um" - acabou esbarrando na demanda superior ao planejado e na falta do produto nas prateleiras, o que gerou repercussão negativa entre os usuários de internet.


2- Rafinha Bastos: em mensagem publicada em seu perfil no Facebook, o humorista disse que está de saída da RedeTV! e do programa que comanda, o Saturday Night Live. O comunicado também fala sobre a audiência de SNL e confirma a segunda temporada da atração.


3- Windows 8: assista a 6 comerciais do novo sistema operacional da Microsoft, lançado na última quinta-feira. Filmes trazem canções de bandas novas no cenário musical e destacam conceitos de personalização e individualidade.


4- Hyundai: para demonstrar, na prática, como o modelo i30 pode ser espaçoso e confortável, a agência Fitzroy Amsterdam transformou o carro no "primeiro hotel 5 estrelas sobre quatro rodas". Assista ao comercial.


5- Converse e Niemeyer: a marca de calçados criou uma coleção inspirada na obra de Oscar Niemeyer. A linha é composta por cinco modelos que apresentam nas silhuetas referências às lendárias curvas e ao ponto de vista criativo e rebelde do arquiteto.


6- Corinthians: o time atingiu ontem a marca de 3 milhões de fãs em sua fan page oficial no Facebook. Com 142 mil fãs a mais que o segundo colocado, o Flamengo, o clube do Parque São Jorge lidera o ranking dos times brasileiros com o maior audiência na rede social.


7- Peugeot: a fabricante de carros terá de alterar uma propaganda em que um estagiário é pisoteado e não recebe socorro, decidiu o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar). De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, a peça recebeu cerca de 120 denúncias em que foi considerada "apelativa", "infeliz" e responsável por "difundir preconceito contra os jovens inexperientes".


8- Rock in Rio 2013: um sorteio dará 12 ingressos para o festival de 2013 aos melhores classificados no jogo Arca da Salvação. O resultado da promoção será divulgado na rede social e no site do Rock in Rio a partir do dia 31 de outubro.


9- iPad mini: assista ao comercial que promove o tão esperado tablet da Apple, lançado na última terça-feira. Veja também o filme que promove o MacBook Pro de 13 polegadas.


10- Lance Armstrong: acusado de participação em esquema de doping, o ciclista perdeu nesta semana seu último patrocinador, a fabricante de óculos de sol Oakley.


Na semana passada, a americana Nike, a gigante de cervejas Anheuser-Busch e a Trek, fabricante das bicicletas usadas pelo ciclista durante as sete competições que venceu,também anunciaram o fim do contrato publicitário.


11- Pegadinha da LG: para provar o realismo de seus novas TVs IPS, a LG decidiu dar um susto nos usuários de um elevador. O piso foi substituído pelos monitores que, com ajuda de efeitos sonoros, fingia um colapso e aterrorizava as "vítimas".


12- Coca-Cola: a marca lançou uma vending machine que desafia consumidores a correr até determinado lugar e superar desafios para ganhar ingressos para o novo filme do 007. Além de ter de ser percorrido em apenas 70 segundos, o caminho dentro da estação de trem não é nada comum.


15- Homem de Ferro 3: assista ao primeiro trailer do filme no canal Meu Comercial.


Fonte: Exame

Continue lendo >>

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

No Twitter, blecaute reaviva preconceito contra o Nordeste



O blecaute, que atingiu o Norte e Nordeste brasileiros, no fim da noite desta quinta-feira (25) e que se estendeu pela madrugada desta sexta-feira (26), gerou burburinho nas redes sociais. No Twitter, por exemplo, quem acompanhou a hashtag “#apagao” – uma das principais na lista dos trend topics – pôde observar um “show” de preconceitos contra o Nordeste.

Os primeiros internautas começaram a tuitar sobre a situação de seu estado. Em poucos minutos, os comentários pejorativos começaram a aparecer: “Tão dizendo que a gente fala mal do Nordeste mas vai pra lá nas praias,e como se vocês não viessem procurar emprego aqui. hipócritas #apagao (@legalvoces); “Aproveitando o #apagao em MA, CE, BA, MG, PE, PB, RN.. gostaria de lançar candidatura. PROMETO VELAS O ANO INTEIRO A TODOS DESSES ESTADOS! (@AdryanMiguel)”; “Vocês sabiam que a garotada no Nordeste não comemora quando falta luz e sim quando tem água? #apagao (@luciencc)”.

O Governo Federal também não foi poupado da sabatina no Twitter: “#Apagão: Presidente Dilma Rousseff, criativa como sempre, acaba de lançar o programa "Meu vagalume, minha vida". (@o_colecionador)”; “Parabéns presidenta Dilma. Depois de privatizar Vossa Excelência continua imitando FHC, com #Apagão (@FcoRamis)”.

Os comentários preconceituosos geraram uma outra hashtag “vivaonordeste”, quando internautas começaram a rebater – em alguns casos também de forma ofensiva – a maneira discriminatória com que a região foi debatida nesta rede social durante e após o apagão. A tag está, durante a manhã desta sexta-feira (26), no primeiro lugar da lista dos trend topics. “Melhor ficar sem luz por 3 horas, do que perder tudo em enchente e vim pedir arrego aqui no nordeste. #apagao #VivaoNordeste (‏@rodrigolimajp)”; “Esse #apagão serviu pelo menos p/eu enxergar melhor como minha cidade é linda à luz do luar. #VivaoNordeste (‏@nubiapassos)”.





DENÚNCIA

É possível denunciar esse tipo de preconceito social nas redes, através do Ministério Público Federal (MPF). “Qualquer cidadão, autoridade pública, entidade civil, organização não-governamental e órgão público pode acionar o MPF. Para isso, basta comunicar à instituição os fatos ilícitos de que tenha conhecimento”, informa o portal do órgão (http://www.prpe.mpf.gov.br/).

O cidadão pode ir pessoalmente à unidade do seu estado e levar a denúncia por escrito, munido dos documentos comprobatórios, ou através do site, no ícone “Acione o MPF”. A pessoa também pode comparecer ao órgão e narrar os fatos verbalmente para um servidor, que fará a transcrição do caso. 

De acordo com a assessoria de comunicação do MPF, ao dar entrada na denúncia, o cidadão receberá um número de protocolo, permitindo que ele acompanhe o andamento do processo. O órgão vai analisar a acusação para avaliar se cabe ou não a adoção de alguma medida extrajudicial ou judicial contra o internauta que promoveu o preconceito.

Fonte: Folha de PE

Continue lendo >>

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Como Abrir uma champanhe?


Continue lendo >>

Os pais do ano!!

Pra Quem é ou vai ser pai.

Neste concurso só podem participar PAIS RESPONSÁVEIS...



















Recebi por e-mail

Continue lendo >>

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Senado aprova limite de 25 alunos por turma



A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado aprovou nesta terça-feira um projeto de lei (PLS 504/2011) que limita a 25 o número de alunos nas salas de aula da rede pública de ensino. A medida vale apenas para o ensino fundamental, que vai do 1º ao 9º ano. O texto segue agora para a Câmara dos Deputados. O projeto é de autoria de Humberto Costa (PT-PE) e altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394/1996).

Evidências científicas mostram que a redução do tamanho da turma impacta positivamente o desempenho dos alunos. Quanto menor a turma, maior a dedicação do professor aos alunos.

Ao mesmo tempo, contudo, a medida deve criar novas demandas nas escolas. Reduzir o número de alunos por turma exige mais salas de aula e mais professores.

Fonte: Veja

Continue lendo >>

Brasil é quarto mercado de telecomunicações mais rentável do mundo


O mercado de telecomunicações brasileiro é o quarto mais rentável do mundo, atrás apenas de Estados Unidos, Japão e China, segundo um relatório divulgado pela União Internacional das Telecomunicações, organização ligada à ONU, na semana passada.

Ao mesmo tempo, o brasileiro é um dos que pagam mais caro para utilizar serviços de banda larga fixa, telefone fixo e celular.

Segundo o estudo, em 2011, 4,1% da renda do brasileiro foi destinada para esses serviços. Em 2010, o índice foi de 4,7%. Com isso, o Brasil aparece em 93º no ranking que compara a relação do custo e benefício em cada país.

Para estipular o ranking, a UIT utilizou o preço máximo dos planos repassado pelas operadoras para a Anatel.

Levando em consideração apenas o custo para fazer chamadas celulares, o Brasil aparece 10% posição dos mais caros, com índice de 7,3% em relação à renda. Em 2010, ocupava a 16º posição – ou seja, subiu no ranking porque outros países baixaram seus preços.

Em relação ao telefone fixo, o país aparece na 42º posição. Em 2010, era o 44º.

O país avançou apenas no quesito banda larga. Em 2010, ocupava a 49º posição entre os mais caros. Fechou 2011 na 86º posição.

A lista geral de países onde o mercado das telecomunicações está mais desenvolvido é liderada, pelo terceiro ano consecutivo, pela Coreia do Sul, seguida da Suécia, Dinamarca, Islândia, Finlândia, Holanda, Luxemburgo, Japão, Reino Unido (o único país novo entre os 10 primeiros), e Suíça.

A principal conclusão do relatório é que o setor das telecomunicações "continua crescendo encorajado pela contínua queda dos preços dos serviços telefônicos e de banda larga de internet".

Segundo o relatório, que combina o preço das linhas telefônicas fixas, das linhas de móvel e dos serviços de internet de banda larga, o preço global das TIC caiu 30% entre 2008 e 2011, sendo que a maior queda de preço é relacionada aos serviços de banda larga de internet, 75%.

O relatório “Medindo a Sociedade de Informação” analisa o mercado em 161 países levando em consideração diferentes critérios.

Fonte: Info



Continue lendo >>

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Banda Raimundos lançará novo disco de inéditas após dez anos sem gravar


Os Raimundos, de certa forma, representam o último suspiro da geração Rock Brasília. Embora haja uma lacuna temporal e temática entre eles e a turma de Renato Russo, a banda surgiu no fim da década de 1980. Contudo, se dissolveu e reapareceu no começo dos anos 1990, com as canções bem-humoradas e desbocadas que tomaram o Brasil. Houve um vaivém de integrantes e uma mudança de rumo na indústria fonográfica. Eles já não gozam da mesma popularidade de outrora, mas se mantêm na ativa e carregam com vaidade o emblema de um tempo em que Brasília exportava boa música. No começo do ano que vem, entram em estúdio para gravar um novo disco.

A banda está há uma década sem pisar em estúdio para registrar um disco somente com composições inéditas. Kavookavala, o primeiro álbum com Digão à frente, saiu em 2002. Depois disso, vieram um EP, colocado na internet em 2005; um ao vivo, lançado em 2011; e uma parceria com o Ultraje a Rigor, há alguns meses. Sobre o próximo trabalho, ainda há poucos detalhes, mas Digão adianta que estão todos muito animados e que, “se não inventarem mais coisas para eles fazerem”, o disco chega à praça em 2013. Canisso (baixo, membro da formação original), Marquim (guitarra) e Caio (bateria) completam o time.

Digão conta que já tem quatro composições, mas só quando se reunir com os amigos no estúdio é que o trabalho irá tomar forma. Da parte dele, ele adianta que as canções têm a ver com hiperatividade e velocidade. “Tô ansioso para juntar os quatro e começar a misturar tudo”, anima-se. Depois da gravação, vêm outras discussões, como o formato para lançar o trabalho. “Todo mundo tá careca de saber que não se vende mais CD. Ninguém compra, todo mundo baixa”, setencia. “Vou fazer 50 mil discos para ficarem parados nas lojas? É uma tecnologia ultrapassada. Prefiro gastar em divulgação, fazer um clipe bacana.”

Os altos e baixos na trajetória da banda não desanimaram Digão. Ele acredita que, nós últimos tempos, a trupe voltou aos trilhos e que agora tem condição de estourar novamente. “Apesar de já termos um nome, é como se sempre estivéssemos começando de novo”, avalia. “Antes, todo mundo bombava, havia muito investimento das gravadoras, não tem como comparar. Agora, é na raça e na coragem”, destaca. “Qual outra banda f… de rock que entrou e ocupou o lugar do Raimundos? Deixo essa pergunta no ar. Esse disco aí vai ser a prova”, provoca ele, confiante.

Parceria

Em julho, chegou às lojas o disco intitulado O embate do século, em que os Raimundos interpretavam canções do Ultraje a Rigor, e vice-versa. Digão, que se diz fã da banda paulistana oitentista desde “moleque”, comparou a empreitada a pegar um carro incrível e customizá-lo. “Em duas músicas, não teve nem como mexer”, detalha o vocalista. Ele só lamenta o fato de não ter rolado um show ou uma turnê em conjunto — segundo Digão, por causa de Roger, líder do Ultraje.

“Eu já disse isso em outra entrevista: só o Roger que não quer, porque ele é um chato. Ele tá velho já”, dispara, em tom que oscila entre a zoação e a crítica. Digão conta que o músico usou como desculpa tachar a banda brasiliense de “encrenqueiros” e que “se atrasavam para o shows”, mas sem fundamentos. Contudo, não há nenhuma rixa entre os artistas. “Ia ser demais botar o Raimundos e o Ultraje no palco. Mas o Roger não tá muito nessa vibe, não.”

Discografia
» Raimundos (1994)
» Lavô tá novo (1995)
» Cesta básica (1996)
» Lapadas do povo (1997)
» Só no forévis (1999)
» MTV ao vivo (2000)
» Kavookavala (2002)
» Roda viva (ao vivo, 2011)

Fonte: Diário de PE

Continue lendo >>

Atendente da Vivo pede a cliente que jogue celular na parede



Um funcionário da Vivo recomendou a uma cliente da operadora de telefonia que jogasse o celular na parede como medida para resolver um problema com a internet 3G, divulgou hoje a Folha de S. Paulo em seu site.

O caso, segundo a publicação, aconteceu na semana passada. Depois de cerca de dois meses sem conseguir resolver uma falha na conexão com a internet, a consumidora entrou em contato com a operadora pelo atendimento online.

"Como corrijo isso?", perguntou ela. A recomendação dada pelo técnico da empresa, segundo mostra a reprodução do atendimento via internet, foi: "Pega o aparelho e arremesse contra a parede! Resolve na hora"

Em nota, a Telefônica/Vivo lamentou o atendimento inadequado dado à cliente, afirmando que o comportamento do funcionário não é condizente com a visão da companhia e que "tomou as medidas administrativas cabíveis para que casos desse tipo não se repitam".

Veja a nota de esclarecimento da operadora, na íntegra:

"A Telefônica|Vivo informa que o serviço 3G da cliente já está funcionando normalmente.

Em relação ao atendimento prestado, a empresa lamenta o ocorrido, esclarece que este comportamento não é condizente com a visão da companhia em relação ao respeito aos seus clientes e informa que tomou as medidas administrativas cabíveis para que casos desse tipo não se repitam.

A situação descrita pela reportagem é um episódio específico, já que a empresa mantém uma política de treinamento constante para seus representantes e, por isso, a Vivo possui o melhor desempenho de resultado no IDA (Índice de Desempenho do Atendimento, da Anatel) entre as operadoras móveis com atuação nacional, em 40 dos 41 meses acompanhados pelo órgão."

Fonte: Exame

Continue lendo >>

8 filmes com brinquedos que causaram polêmica

1. I am Suzanne! (idem, 1933)




Para causar polêmica e semear a discórdia, não é preciso que os bonecos usem drogas ou tentem assassinar seus donos. Prova disso é o filme de 1933, dirigido por Robert V. Lee. O longa conta a história do titereiro Tony, que se apaixona pela dançarina Suzanne. Depois de uma série de reviravoltas em um enredo com muito melodrama, são as marionetes de Tony que se tornam um obstáculo entre o casal. A coisa fica séria quando o jovem, muito tímido, confessa seu amor a uma boneca que criou tomando Suzanne inspiração. Só que a mocinha não entende muito bem e tem um surto de ciúmes (é, da boneca). É então que ~spoiler~ esbraveja “Eu sou Suzanne!”, logo antes de atirar na indesejada marionete. A cena surreal pode ser vista aqui.


2. Brinquedo Assassino (Child’s play, 1988)




O título em inglês do filme lançado em 1988 não enganava ninguém: Chuck não é brincadeira de criança. O longa conta a história de um serial killer que é assassinado em uma loja de brinquedos e, por meio de um ritual macabro, transfere seu espírito para o corpo de um bonequinho. Depois que Brinquedo Assassino foi lançado nos cinema, uma multidão organizou um protesto na porta da MGM. Os manifestantes alegavam que o filme incitava a violência em crianças e exigiam que ele fosse banido. Mas não adiantou. Chuck continuou em cartaz. A história rendeu quatro sequências, que aumentaram a família de brinquedos assassinos (em 1998 ele ganhou uma noiva e, em 2004, nasceu seu primeiro filho). Agora, resta uma nova polêmica: em que momento a série perdeu o status de cult trash e passou a apenas a ser apenas ruim?



3. A Boneca Assassina (Dolly dearest, 1991)





Se Chuck já não fosse comprometivo, Dolly seria um partidão. Embora os dois brinquedos nunca tenham sido formalmente apresentados, têm muito em comum: no longa de 1991, a boneca-título também é possuída por um espírito do mal e passa a exercer uma influência macabra na garota que a leva para casa, aterrorizando toda a família – e, por tabela, as criancinhas que assistiam ao filme sem ter noção da trama macabra. O longa é só mais um da inacreditavelmente grande lista de filmes com bonecos do mal, uma onda que teve particular força nos anos 1980 e 1990. Nas nossas contas, são pelo menos 30 produções com essa temática lançados no período.

Bônus: Dentro desse “subgênero”, vale lembrar dos filmes Bonecas Macabras (Dolls, 1987 – foto da direita), que conta não com um brinquedo do mal, mas uma coleção inteira de itens mal-assombrados; e Bonecos da Morte (Puppetmaster, 1989), que dava novos contornos aos aparentemente inofensivos (mas sempre ligeiramente assustadores) bonecos de ventríloquos.

4. Feebles, os terríveis (Meet the feebles, 1989)







A hipopótamo Heide, na foto acima, lhe parece familiar? É bem provável que sim. Isso porque ela e os demais personagens do filme lançado em 1989 são uma sátira dos fantoches mais famosos da TV e do cinema: os Muppets. No longa, não há resquícios da ingenuidade e do otimismo inocentes dos personagens originais – os bonecos politicamente incorretos se esbaldam em humor negro, intrigas, sexo e drogas. Apesar de nunca ter sido lançado oficialmente no Brasil, Feebles tem uma aura cult graças ao seu criador: trata-se do segundo filme com roteiro e direção assinados por Peter Jackson, cineasta que transportou a Terra Média para a telona com a trilogia O Senhor dos Anéis e, em dezembro deste ano, volta ao universo criado por J.R.R.Tolkien com a adaptação cinematográfica de O Hobbit.


5. Pequenos guerreiros (Small Soldiers, 1998)




Se você nasceu nos anos 1990, certamente já pegou uns trechos de Pequenos guerreiros nas tardes de TV. Mal sabia você que, enquanto assistia inocentemente às batalhas entre os bonecos do Comando de Elite e os Gorgonóides (brinquedos que ganham vida graças aos avanços tecnológicos de uma empresa que desenvolve armas para o Departamento de Defesa dos Estados Unidos), uma porção de adultos questionava a violência e a temática adulta do longa. Acontece que, quando foi lançado, todo o marketing foi direcionado aos pequenos, o que foi considerado um erro. Afinal, os bonecos se enfrentam numa guerra bem violenta. Talvez seja legal você rever o filme (nem que seja para se lembrar de como Kirsten Dunst era adorável naquela época).



6. A garota ideal (Lars and the real girl, 2007)





Lars é um cara tímido que vive uma vida reclusa e evita o contato humano. Preocupado com a solidão de seu irmão mais novo, Gus recomenda que Lars visite o RealDoll.com, um site que vende bonecas infláveis anatomicamente corretas e em tamanho real. O jovem com pouca tecnologia social vê na sugestão a oportunidade de conseguir não um brinquedo sexual, mas sim uma parceira de vida. Pã. Bianca chega pelo correio e Lars passa a tratar sua nova namorada inflável com grande respeito. Enquanto passeia com ela pela cidade, causa polêmica na vizinhança, que não sabe bem como lidar a situação (por que será?). A premissa tinha potencial para o erro mas, sem caçoar de seu protagonista, o longa foi bem recebido pela crítica e rendeu a Ryan Gosling, o ator responsável por viver Lars com delicadeza e sinceridade, indicações ao Globo de Ouro e SAG na categoria de Melhor Ator. Pã duplo.

7. Um Novo Despertar (The Beaver, 2011)








A elogiada atuação de Mel Gibson em Um novo despertar, longa dirigido e co-estrelado por Jodie Foster, não eliminou totalmente o estranhamento causado por sua história um tanto inusitada. No filme, Gibson vive Walter Black, um homem deprimido que chega ao fundo do poço quando é expulso de casa pela esposa. Pensando em acabar com tudo, ele conhece O Castor, um fantoche de mão que lhe ajuda a lidar com seus problemas e a se comunicar com a sua família. Apesar de apresentar uma abordagem diferenciada a temas pesados como a depressão e a esquizofrenia, o longa dividiu opiniões – no Rotten Tomatoes a premissa ganhou avaliações que vão a extremos opostos, do genial ao leviano.


8. Ted (idem, 2012)






John, um garoto tímido e solitário, recebe de presente um grande e fofinho urso de pelúcia e deseja que ele ganhe vida. Para sua surpresa, descobre que seu pedido foi atendido: o urso Teddy agora pode falar e o pequeno John ganha um melhor amigo. Filme perfeito para assistir em companhia de seu filho de 11 anos, certo? O deputado Protógenes Queiroz certamente pensou que sim e ficou extremamente chocado ao descobrir que Ted, filme do criador deFamily Guy (Uma família da pesada no Brasil), Seth MacFarlane, acompanha as aventuras de um ursinho bem crescido, que adora falar palavrões, usar drogas e fazer sexo. O susto de Protógenes – que parece ter ignorado a classificação indicativa de 16 anos – causou polêmica bem maior do que o humor politicamente incorreto do personagem criado por MacFarlane: o deputado solicitou que a classificação indicativa do filme fosse alterada para 18 anos.

“O filme ‘TED’ não está apropriado para nenhuma faixa etária. Incentivar o consumo de drogas é crime, usando ainda ícones infantis”, declarou em seu Twitter. O Ministério da Justiça não deu muita bola para o caso, no entanto, e indeferiu o pedido do deputado, deixando o adorável e pervertido ursinho livre para causar discórdia entre o agora (legalmente) adulto John, vivido por Mark Wahlberg, e sua namorada Lori, interpretada pela atriz Mila Kunis.

Fonte: Super Interessante

Continue lendo >>

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Winsor McCay, cartunista e animador, é tema de Doodle

O Doodle desta segunda-feira (15/10) é uma homenagem ao cartunista e animador Winsor McCay. Para homenageá-lo, o Google substituiu as letras do logotipo da página inicial de buscas pela mais famosa tira semanal do artista, chamada "Little Nemo in Slumberland", que completa 107 anos hoje.



Zenas Winsor McKay nasceu em 13 de outubro de 1869 em Spring Lake, nos Estados Unidos, e morreu aos 66 anos, em 26 de julho de 1934. Ele foi cartunista e animador, tornou-se pioneiro na técnica de desenhos animados e criou um padrão que seria seguido por Walt Disney e outros importantes nomes da indústria de entretenimento nas décadas seguintes.




Winsor estudou Artes por três anos em Chicago e depois dedicou-se na criação de tiras em quadrinhos. Seus trabalhos influenciaram cartunistas como Chris Ware, Moebius, MauriceSendak e William Joyce. A tira mostrada no Doodle desta segunda-feira (15/10) é uma de suas duas criações mais conhecidas, além dela outra obra famosa do artista foi a animação "Gertiethe Dinosaur", feita em 1914 e considerada na época como um dos marcos da animação.


O prêmio Winsor McCay Awards foi criado em homenagem ao artista e à importância dele para a história da animação. Ele é oferecido aos principais profissionais que contribuíram com a área de animação.

Fonte:Techtudo

Continue lendo >>

Ser um bom professor

Continue lendo >>

domingo, 14 de outubro de 2012

CD de Otto é lançado



Duas músicas do sexto álbum de Otto, “The moon 1111″, podem ser baixadas e ouvidas pelo site Natura Musical, que patrocina o projeto. Estão disponíveis a faixa-título, gravada com participação de Fabio Trummer, da Eddie; e também “Ela falava”, canção que lembra muito os anos 1980 e conta com a participação discreta da atriz Tainá Müller, recém-saída da novela “Cheias de charme”, na qual interpretava Liara.

“The moon 1111″ traz 10 faixas – inclusive a regravação de “A noite mais linda do mundo”, de Odair José – e será lançado neste feriado, com show em São Paulo.

Fonte: Blog Foco

Continue lendo >>

sábado, 13 de outubro de 2012

Site faz campanha por Joaquim Barbosa na Presidência da República
















A atuação de Joaquim Barbosa como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), sobretudo no julgamento da Ação Penal 470, o conhecido escândalo do mensalão, transformou-o na figura com maior apelo popular daquela Corte. Suas posições contundentes e a sua ausência de pudor em condenar pessoas ligadas a quem o indicou para o STF, o ex-presidente Lula, colocam Barbosa em um patamar que ultrapassa o conceito de paladino da ética, normalmente mal empregado no mundo político. Tanto que já há quem defenda o nome do ministro para a próxima corrida presidencial, em 2014.

Surfando nesse pensamento, a empresa Trato Comunicação e Editora Ltda criou um site (http://joaquimbarbosapresidente.com.br/) com informações sobre o ministro e, claro, com a “convocação” para o engajamento da campanha pelo ingresso de Joaquim Barbosa na seara política. Na página, consta a biografia, uma compilação de charges sobre o ministro e um mural com apelos para a sua candidatura presidencial.

Porém, essa ideia não se restringe ao campo virtual. Alguns partidos já sinalizam que podem convidar Joaquim Barbosa, que recentemente foi eleito presidente do STF, para encarar a disputa sucessória do Palácio do Planalto. Além das siglas ditas pequenas, o PDT também demonstraria esse interesse. Será que essa possibilidade vai se confirmar? A conferir.


Fonte: Blog da Folha

Continue lendo >>

O Grito


Continue lendo >>

Incentivo

video

Continue lendo >>

Filme de diretor pernambucano é o vencedor do Festival do Rio




O filme O Som ao Redor, do diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho, foi o ganhador do Troféu Redentor de melhor longa-metragem de ficção da Première Brasil, a mais importante mostra do Festival do Rio. A premiação foi anunciada na noite do dia 11, na cerimônia de encerramento do festival.

Contemplado também com o Redentor de melhor roteiro, O Som ao Redor traça uma crônica do dia a dia de uma rua de classe média na zona sul do Recife, a partir da chegada de uma milícia ao bairro.

O maior número de troféus foi para o filme Disparos, de Juliana Reis, que recebeu os prêmios de melhor montagem, melhor fotografia e melhor ator coadjuvante, Caco Ciocler.

O cineasta Eryk Rocha, filho de Glauber Rocha, ganhou o troféu de melhor direção pelo filme Jards, documentário sobre o cantor e compositor Jards Macalé.

Os vencedores de melhor ator e melhor atriz foram Otávio Müller e Leandra Leal, por suas atuações em O Gorila e Éden, respectivamente. O prêmio de melhor atriz coadjuvante foi entregue a Alessandra Negrini pelo trabalho em O Gorila.

Hélio Oiticica, de César Oiticica Filho, foi o ganhador da categoria documentário de longa-metragem. Com farto material de arquivo, incluindo filmes realizados pelo próprio Hélio Oiticica, o filme refaz a trajetória de um dos mais importantes artistas plásticos brasileiros. Canção para minha irmã, de Pedro Severien, foi o melhor curta-metragem.

O júri popular – votos dados pelo público nas sessões em que os filmes foram exibidos – escolheu A Busca, de Luciano Moura, na categoria melhor longa-metragem de ficção, Dossiê Jango, de Paulo Henrique Fontenelle, na categoria melhor longa documentário e Zéfiro Explícito, melhor curta-metragem.

Com número recorde de filmes exibidos em uma única edição, o Festival do Rio encerrou nesta quinta-feira (11) uma maratona de 15 dias, mostrando a produção recente do cinema brasileiro e mundial.

Muitos filmes exibidos ainda não têm previsão de estreia nas telas dos cinemas, em circuito comercial. Na edição 2012, cerca de 8% dos filmes exibidos pela primeira vez durante o Festival do Rio.

Criado em 1999 e considerado hoje o maior evento audiovisual da América Latina, o Festival do Rio levou aos mais de 30 pontos de exibição cerca de 280 mil pessoas.

Este ano, além das salas comerciais e centros culturais, o público conferiu a volta do Cinema na Praia e sessões populares a céu aberto, em comunidades pacificadas da cidade, como Complexo do Alemão, Cidade de Deus e Vila Cruzeiro.

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo >>
Blog Widget by LinkWithin

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger, Modificado por Leitura de Bolso

TOPO