quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Um playground gigante para 3 protagonistas




Em 2008, ainda nos primeiros anos desta geração, a Rockstar Games mostrou com Grand Theft Auto IV (GTA IV) do que o Xbox 360 e PlayStation 3 eram capazes. Cinco anos depois, fechando o ciclo de vida destes consoles, a produtora lança Grand Theft Auto V (GTA V) e estabelece um novo patamar de grandeza nos jogos de mundo aberto. GTA V consegue ser maior, tecnicamente mais avançado e mais divertido que seu predecessor, entrando para o rol dos games fantásticos que estão premiando o fim desta geração.

Em GTA V, voltamos para a cidade de Los Santos e suas localidades adjacentes, uma representação fictícia de Los Angeles, nos Estados Unidos. Tal cenário já foi visitado em GTA: San Andreas, considerado por muitos o melhor jogo da franquia até então. Dentro deste cenário surge não um, mas três personagens principais jogáveis (Michael, Franklin e Trevor), a grande novidade do título em termos de narrativa.

Michael é um ladrão de bancos aposentado que forjou sua morte através de um policial corrupto e hoje vive na crise de meia idade sendo o pai de uma família disfuncional. Uma dívida milionária e as frustações do dia a dia trazem novamente Michael para o mundo do crime. Franklin é o personagem principal clássico de GTA; um cara comum sem dinheiro e expectativas na vida, morador de um bairro pobre e que sempre conviveu com a criminalidade, sendo praticamente arrastado para ela. Seria o ‘bandido de bom coração’ do jogo. Já Trevor é o oposto. Completamente psicótico, Trevor mata inconsequentemente, tem ataques violentos de fúria, não segue padrões morais, é ofensivo, desbocado, depravado e vingativo. Do longe, é o personagem mais insano que a Rockstar já colocou na mão dos jogadores.


Michael e Trevor se conhecem há vários anos e irão retomar agora o turbulento relacionamento, enquanto Franklin é o novato do grupo. Com três personagens na manga, a Rockstar conseguiu trazer ainda mais variedade ao jogo, explorando características da história e personalidade de cada um. Quase sempre o jogador poderá alterar entre os protagonistas e realizar as missões principais e secundárias de cada um independentemente. Se enjoar de jogar com o Michael, basta trocar para o Trevor ou Franklin e depois voltar para o Michael novamente. Outro trunfo de ter três personagens são as missões em grupo, onde o jogador pode alterar entre os três durante a ação para cumprir os objetivos, cada um realizando uma parte das tarefas.

Na jogabilidade, GTA V não difere muito de GTA IV, mas evolui em quase todos os aspectos. A condução de carros está mais precisa e o tiroteio está mais refinado graças à experiência que a desenvolvedora acumulou com Red Dead Redemption e Max Payne 3. Ainda na jogabilidade, a Rockstar resolveu diferenciar os personagens através de níveis de atributos - como força, resistência, condução e mira - que podem ser evoluídos e habilidades especiais de cada personagem. Michael consegue deixar tudo em câmera lenta enquanto está a pé para melhorar o tiro e os ataques furtivos, Michael também diminui a velocidade enquanto está dirigindo para melhorar as manobras e Trevor ‘liga’ um modo de fúria em que passa a causar mais dano com tiros e receber menos ferimentos.

Um mundo enorme e cheio de pequenos detalhes

GTA V pode ser considerado um novo grande marco nos jogos de mundo aberto. O cenário gigantesco criado pela Rockstar engloba uma metrópole lotada de prédios, áreas comerciais, residenciais, sistema de transporte, de entretenimento, aeroportos, praias, desertos, montanhas, bosques, lagos e até áreas subaquáticas. E para cada uma delas existem missões e submissões que farão os jogadores explorarem cada um destes ambientes. Não basta oferecer um mundo enorme se você não dá motivos para que a pessoa ‘passeie’ por ele, e a Rockstar sabe disso.



Falando em passear, as opções para dar uma volta por Los Santos e adjacências não ficam restritas apenas aos veículos terrestres como carros e motos. Aqui temos também barcos, jet skis, aviões, helicópteros, além de bicicletas para os que também querem se exercitar, paraquedas para os aventureiros ou táxi e metrô para os que não querem ter trabalho nenhum.

Alguns outros detalhes que a Rockstar aperfeiçoou em GTA V dizem respeito à economia do título. Existem muitas formas de ganhar e gastar dinheiro, legal e ilegalmente. Você pode adquirir propriedades para morar ou empresas para receber uma renda fixa, investir na bolsa de valores, cumprir missões de serviços, como entregas de drogas ou armas, ou ter seu próprio laboratório de metanfetamina. As missões principais de roubo em grupo também exigem administração de recursos. Você pode contratar parceiros com diferentes níveis de experiência, cada um deles pedindo uma fatia do ‘apurado’ de acordo com sua eficiência.

Outro aspecto que tenta imita a vida real são os smartphones que cada personagem carrega e o uso da internet no jogo. Com o dispositivo sempre ao alcance, você pode conferir sua conta do banco, comprar carros, armas, tirar e compartilhar fotos e até acessar redes sociais. Sim, GTA V tem seu próprio Facebook e ele se chama, ironicamente, de LifeInvader (Invasor de Vidas). Nada mais coerente para um jogo que não tem limites para tirar uma onda de tudo e todos, principalmente do American Way of Life (estilo de vida americano).

Serviço
Grand Theft Auto V
Cotação: Excelente
Plataformas: Xbox 360 e PlayStation 3
Legendas em português
Preço: R$ 199

Fonte: Folha de PE

Seja o primeiro a comentar

Blog Widget by LinkWithin

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger, Modificado por Leitura de Bolso

TOPO