sexta-feira, 13 de julho de 2012

TOP 10 – O ROCK NO CINEMA

Em homenagem ao Dia do Rock, segue o meu Top 10, só com filmes de rock obrigatórios, quase todos disponíveis em DVD:


“Quase Famosos” – O filme de Cameron Crowe é uma das ficções que talvez melhor encarnem o espírito do rock and roll. A história do aspirante a repórter que consegue a chance de fazer uma matéria para a mitológica revista Rolling Stone só para ficar perto de seus ídolos é envolvente e a trilha sonora reúne a nata do rock dos anos 70.


“Pink Floyd The Wall – O Filme” – Quando compôs essa obra conceitual no final dos anos 70, Roger Waters talvez já imaginasse que o disco duplo de sua banda, o Pink Floyd, um dia iria parar nas telas. Foi o diretor inglês Alan Parker que o levou para o cinema, estrelado pelo roqueiro Bob Geldof. A história é ótima e as músicas, nem se fala.




“Sem Destino (Easy Rider)” – Não é um filme sobre rock, mas representou uma guinada do cinema americano rumo a um cinema mais libertário, movido a drogas e rock and roll. A trilha sonora, capitaneada por “Born to Be Wild” e “The Pusher”, do Steppenwolf, é um arraso.



“Beatles – A Hard Day’s Night” – A historinha boba, envolvendo uma viagem de trem a caminho de um estúdio de TV onde Os Beatles iriam fazer o show, é só pretexto para se deliciar com as canções históricas e a irreverência, por vezes anárquica, de John, Paul, George e Ringo.



“Roberto Carlos em Ritmo de Aventura” – Inspirado pelo sucesso dos filmes dos Beatles, o Rei resolveu entrar na onda. Roberto Farias dirigiu três filmes que eram muito mais do que veículo de propaganda para satisfazer os fãs de Roberto. A história deste aqui é um tanto psicodélica, com roteiro inteligente, e o repertório traz o melhor da fase roqueira do Rei.




“A Festa Nunca Termina” – A efervescente cena roqueira de Manchester nos anos 80-90 foi o tema deste ótimo e vibrante filme de ficção dirigido pelo inglês Michael Winterbottom. O repertório de Joy Division, New Order, Happy Mondays e outros faz bem aos ouvidos.




“U2 – Rattle and Hum” – Ao alcançar o status de megabanda na segunda metade dos anos 80, o U2 merecia um filme. “Rattle and Hum” ilustra as músicas do ótimo álbum duplo de mesmo nome, com momentos emocionantes, como a parceria com BB King e a visita do baterista Larry Mullen Jr a Graceland, terra de Elvis Presley.




“Gimme Shelter” – Esse documentário dos irmãos Maysles sobre os Rolling Stones é considerado um dos melhores de todos os tempos por levar para o ambiente do rock and roll o estilo de cinema direto que notabilizou o trabalho dos diretores. Além de mostrarem os Stones nos bastidores com uma naturalidade rara, o filme traz imagens – e sons – do célebre e tumultuado concerto de Altamont em 1969.




“No Direction Home” – Martin Scorsese já dirigiu documentários sobre shows dos grupos The Band (em que inovou no uso da câmera para captar a atmosfera do palco) e Rolling Stones, além de um recente sobre George Harrison, mas é esse documentário sobre Bob Dylan o melhor e mais completo retrato do multifacetado artista.




“The Doors” – Val Kilmer não só conseguiu a proeza de reproduzir a fisionomia, os trejeitos e até a voz de Jim Morrison como Oliver Stone captou com precisão a poesia e as alucinações relacionadas ao líder de uma das maiores bandas de todos os tempos.

MARCELO JANOT

Fonte: OI Acontece

2 Comentários:

Taynan Carvalho disse...

Rock n Roll all night... school of rock, não é só coisas muito antigas que são marcantes..

Googli disse...

Venho aqui convidá-lo a divulgar os posts do seu blog em um novo agregador de notícias...
www.noticias.googli.blog.br

Blog Widget by LinkWithin

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger, Modificado por Leitura de Bolso

TOPO