sexta-feira, 4 de março de 2011

Aprendendo, de Deodoro a Lula


Aprendemos com o Marechal Deodoro da Fonseca que a nossa bandeira é reconhecidamente bela e simboliza muito bem nossa Pátria. E foi por esta Pátria que inúmeras pessoas dedicaram e sacrificaram suas vidas. No entanto, não necessitamos realizar atos heróicos nem sacrifícios para servirmos bem nosso País. O desenvolvimento de uma nação está nos atos cotidianos de seus cidadãos. É a soma destes atos que constroem uma grande nação. A conscientização desse fato é indispensável para nossa participação neste desenvolvimento.

Agir com honestidade, responsabilidade e pontualidade são atos simples, porém fundamentais para alcançar o objetivo proposto. Educar e orientar nossos filhos sobre suas responsabilidades para com a sociedade são um dos elementos básicos da formação nacional. Ter consciência daquele velho princípio: “O nosso direito termina quando começa o de outra pessoa” é uma das pilastras de sustentação da sociedade. É necessário termos consciência de que o universo não gira em torno de nós. Nós é que giramos no universo e nosso universo mais próximo é a sociedade na qual vivemos. Temos obrigações para com ela e nunca podemos esquecer este fato.

Mas, apesar das nossas falhas, da nossa falta de conscientização política, nosso Brasil cresceu como nunca nesses últimos oito anos. No entanto, na última eleição, cometemos um erro terrível. Elegemos Tiririca (um excelente cômico) para o cargo de deputado federal pelo Estado de São Paulo. É um direito dado pela nossa Constituição que qualquer cidadão seja candidato a um cargo eletivo, mas foi culpa nossa elegê-lo e, sobretudo, com uma votação tão expressiva. Tomando essa atitude, deixamos de ter responsabilidade para com a sociedade.

Erros como esse foram cometidos durante a história da República Federativa do Brasil. Isto pode ser constatado no livro: “A República, de Deodoro a Lula”, no qual faço uma síntese da administração de cada presidente. E, por não termos feito uma opção responsável na eleição, em diversas oportunidades, não contribuímos para o desenvolvimento do Brasil.

Mas são coisas do passado e “Nutrir mágoa de alguém é como tomar veneno e esperar que o outro morra”. Vamos voltar nossas atenções para o futuro.

O Brasil cresceu e temos que ajudar a manter este crescimento. É necessária nossa conscientização política para participarmos do desenvolvimento do Brasil.

Lula fez brilhar em nós uma chama que estava se apagando: o orgulho nacional. Esta chama virou uma tocha ardente que passou a iluminar o nosso Brasil para os olhos do mundo. Nós temos a obrigação de mantê-la acesa com nossos pequenos atos diários de responsabilidade, honestidade e respeito ao próximo.

Aprendemos com LULA que nosso País é reconhecidamente belo e que temos motivos de orgulho por nossa Pátria.

Está na hora de pormos em prática o que aprendemos com estes presidentes.

Itamar Belo dos Santos

Fonte: Folha de PE

3 Comentários:

Beth Muniz disse...

Olá,
Muito bom!
De uma escrita e lucidez impecáveis.
Creio que extraiamos muitas lições nestes últimos oito anos.
Estamos no caminho certo, apesar dos Tiriricas.
Grande abraço.

Jailson Ribeiro disse...

Nos últimos oito anos houve no Brasil avanços significativos, também acho que estamos no caminho certo.
Bom Final de semana.
Jailson

Marivan disse...

Vamos rever nossos conceitos
Ter menos preconceitos
RESPEITAR OS CONTRASTES

Blog Widget by LinkWithin

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger, Modificado por Leitura de Bolso

TOPO