segunda-feira, 5 de março de 2012

Villa-Lobos completaria 125 anos, se fosse vivo



Nesta segunda-feira (5), Heitor Villa-Lobos, se estivesse vivo, completaria 125 anos. Um dos mais famosos compositores brasileiros nasceu no Rio de Janeiro, era filho de Raul e Noêmia, ganhou seu primeiro instrumento ainda pequeno: uma pequena viola adaptada para um violoncelo.
Aos 12 anos, órfão de pai, Villa-Lobos passou a tocar o violoncelo em teatros, cafés e outros ambientes artísticos. Paralelamente, interessou-se pela intensa musicalidade dos "chorões", representantes da melhor música popular do Rio de Janeiro, e, neste contexto, desenvolveu-se também no violão.
Grande parte do trabalho de Heitor Villa-Lobos era influenciado pelo folclore brasileiro, por este fato, o compositor ficou conhecido por enaltecer a cultura do país. E, com isso, mostrou ao mundo o que tinha aprendido e criado a partir das raízes brasileiras. “Eu não uso o folclore, eu sou o folclore”, disse, certa vez.
Villa-Lobos é responsável pela descoberta de uma linguagem peculiarmente brasileira em música, sendo considerado o maior expoente da música do modernismo no Brasil, compondo obras que enaltecem o espírito nacionalista, ao qual incorpora elementos das canções folclóricas, populares e indígenas.
No dia 17 novembro de 1959, Heitor Villa-Lobos morreu no Rio. Pouco antes de falecer, o compositor disse que estava desiludido com o Brasil, que estaria “dominado pela mediocridade”.
Fonte: Folha de PE

Seja o primeiro a comentar

Blog Widget by LinkWithin

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger, Modificado por Leitura de Bolso

TOPO