sábado, 11 de abril de 2009

E-mails gratuitos dominam a rede


Não tem programa de mensagem instantânea nem rede de relacionamentos que substitua o velho e bom e-mail. O serviço, que serve como um CEP na internet, é simplesmente básico: seja para se comunicar com amigos, receber notícias, fazer negócios. A diferença é que antes era preciso mexer no bolso para ter um serviço decente. Hoje, os e-mails gratuitos oferecem muito além do que a maior parte dos usuários é capaz de usar.

Que o diga o presidente dos EUA, Barack Obama, cuja equipe optou por usar contas do Gmail, serviço do Google, quando chegou à Casa Branca, enquanto não podia utilizar o sistema oficial de informática do governo norte-americano. Enquanto os serviços gratuitos antes só permitiam mandar mensagens com alguns kilobytes de texto ou de anexo, agora eles permitem mandar megabytes de fotos, vídeos, softwares. Funcionam integrados com programas de mensagens instantâneas, redes sociais, têm cada vez mais sofisticados anti-spams e uma série de aspectos customizáveis.

Se o usuário já usa um endereço eletrônico, vale a pena conhecer as outras opções e verificar se a usada é a que melhor atende às suas necessidades. Gmail, do Google; Hotmail, da Microsoft e Yahoo! Mail, do Yahoo!, são boas alternativas de serviços gratuitos em português. Já o Bol e IG, que dominaram os endereços dos internautas quando a internet começou a ficar popular, deixam a desejar em comparação aos primeiros três atualmente. A começar pelo espaço disponível para armazenar mensagens.

O IG oferece apenas 2GB para armazenar mensagens e o Bol disponibiliza 4 GB para cada usuário. Enquanto isso, o Gmail oferece mais de 7GB - e promete aumentar essa capacidade -, o Hotmail oferece 5GB iniciais e, se ultrapassados, espaço ilimitado, e o Yahoo! também não tem limites para armazenar gigabytes de dados das mensagens dos usuários. O preferido dos norte-americanos é o Yahoo! Mail, seguido do AOL Mail - também gratuito, mas em inglês - e do Windows Live Hotmail. O Gmail ocupa o quarto lugar na preferência dos Estados Unidos, e é o que mais cresce: cerca de 43% só em 2008, segundo a estimativa feita pela empresa de estatísticas comScore.

O maior alcance do serviço não é à toa: praticamente toda semana o Gmail conta com uma nova ferramenta para o usuário. As novidades surgem em caráter experimental através do Gmail Labs. Um dos mais interessantes surgidos nas últimas semanas foi a opção “Cancelar Envio”, uma espécie de “botão de pânico”. Ou seja, o internauta escreve um e-mail e clica em “enviar”, depois disso, ele tem 5 segundos para clicar em “cancelar”, que aparece na parte superior da tela, e abortar a chegada da mensagem ao destinatário. Mas é preciso que se habilite está função no menu “Configurações” para que ela funcione.

Márcia Lira

Fonte: Folha PE

1 Comentário:

Fabiano Roberto disse...

eu uso o email do yahoo e acho muito bom, principalmente porque posso usar o outlook com ele

Blog Widget by LinkWithin

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger, Modificado por Leitura de Bolso

TOPO